Circulo bíblico Atos dos Apóstolos

Este é o primeiro de uma série de 10 posts que tratarão de um Círculo Bíblico sobre o livro dos Atos dos Apóstolos, este circulo bíblico foi feito na comunidade Santo Antonio de Sant’ana Galvão, no bairro do CDHU-San Martins em Campinas-SP, no ano de 2007 e foi atualizado em 2012, é um círculo bíblico escrito e feito por mim, e esta é a versão inédita e atualizada. Espero que seja útil, e conto com seus comentários para a melhoria do texto.

Atos dos Apóstolos (encontro 1)

É importante acentuarmos que o livro dos Atos é a segunda parte do livro do Evangelho Segundo Lucas, sendo que o evangelho mostra o vida de Jesus, quanto que o Atos mostra a vida da comunidade(igreja) que dava seus primeiros passos, com dois lideres (ou vários) diferentes, tendo ao centro a cidade de Jerusalém, como ponto de partida de toda a história da fé. Se compararmos Lc 1,1-4 com At 1,1-8 vemos isso claramente.

At 1,2

Lucas abre o livro dos Atos falando sobre o seu 1° escrito ( o Evangelho), e a ação do Espirito é acentuada no inicio da missão dos apóstolos, coincidência ou não a ação do Espirito Santo também aparece no inicio da missão de Jesus (Mt 3,16; 4,1-4 ;Mc 4,1-11 e Lc 4,1-2), é ele que comanda as primeiras ações. Interessante dizer que Teófilo é uma palavra, e não um nome, e esta palavra em grego quer dizer Amigo de Deus, uma maneira de esconder em parte as intenções do texto já que os apóstolos estavam escondidos da perseguição. Lucas está escrevendo não apenas para um amigo em especial mas para todos os cristãos do mundo grego (ou seja fora da Judéia), e é essa mensagem que acabou chegando até nós. Há uma controvérsia sobre Teófilo, alguns historiadores acham que ele foi uma espécie de divulgador da obra de Lucas e não só uma palavra um código.

At 1, 3-6

Nesta parte do relato Jesus ascende ao céu , diante dos apóstolos, um fato interessante é que o próprio Lucas relata no seu evangelho (Lc 24) que Jesus ressuscitou e no mesmo dia aconteceu a sua ascensão, mas nos Atos ele diz que esse fato só aconteceu 40 dias depois, talves seja uma alusão a esse número simbólico na história do povo judeu, são 40 dias de Moisés na montanha à espera dos mandamentos (Ex24,17-18;34,26-28; Dt 9-7-9), Elias peregrinando (1Rs 19), Jesus tentado no deserto (lc 4). Nesta parte do relato também é efetivado o batismo: “João batizou com água, vós em breve sereis batizados com o Espirito Santo”. Olha o Espirito Santo ai de novo. No versiculo 5 Jesus convoca a todos os apóstolos e discipulos a serem sua testemunha (evangelizadores) desde Jerusalém até os confins do mundo. Aparentemente Pedro não entendeu de imediato o que quer dizer confins do mundo. O lugar da ascensão é o mesmo em que Jesus iniciou sua oração antes de ser preso e condenado, como se onde a paixão começou tinha que terminar com a glória. Repare que Jesus não é um fantasma no meio deles, ele come com eles e deixa que Tomé o toque, está vivo em carne e osso.

At 1, 8-26

Jesus prenuncia que eles serão banhados pelo poder do Espiriyo-Santo e esse mesmo espirito outorga os carismas de cada um, são pessoas diferentes entre si, vale citar Rm 15,13.19; 1 Cor 2,49; 1Ts 1,5 e Hb 2,4 . Eles voltam para a cidade e decidem escolher um novo discipulo para o lugar de Judas Iscariotes, que segundo o relato havia morrido de forma trágica depois da traição. É escolhido Matias que há muito temopo já acompanhava o grupo dos discipulos, mas não havia sido chamado oficialmente, até aquele momento.                                                                     

At 2, 1-4

A volta deles para Jerusalém traz um fenômeno curioso, já fruto da ação do espirito, todos eles começam a falar em linguas. Jerusalém é uma cidade peregrina e fora isso estava sob o dominio romano, o que fazia com que tivessem muitos povos diferentes na cidade. Então cada discipulo falar na lingua de cada povo, era estranho e inusitado, já que eram muitos os povos. Tudo isso aconteceu no instante em que eles receberam o Espirito Santo na festa de Pentecostes, não se enganem esta festa já existia a muitos séculos para o povo judeu, e era celebrada ou comemorada 7 semanas depois da Páscoa , quando terminava a colheita (Ex 34,22; Rm 28,26) principalmente `a partir do ano 70 d.C., por isso mesmo todos os discipulos e seguidores de Jesus estavam reunidos num só lugar, inclusive Maria e as mulheres, e esse fato não chamava tanta atenção das autoridades judaicas. Neste dia todos ficaram cheios do Espirito Santo, e neste momento profetizaram em linguas, isso sim um fato perigoso,mas que converteu muitas pessoas. Esse fato também foi predito em Jr 31,30-34; Ez 36,25-28 e todos os sinais da ação de Deus também (Ex 19;1Rs19,Is 66;Sl 50) e por último a coisa mais significativa está no fato de a manisfestação do Espirito Santo ser com línguas de fogo, a lingua instrumento da fala , da comunicação e logo depois eles: os 12, mais as mulheres e cerca de 120 seguidores saem para falar em linguas (todas as linguas) ou seja a mensagem à partir daquele momento não deverá ficar restrita ao povo judeu deve sair. Assim como nas comunidades que devem sair do comodismo e buscar levar a palavra para outras pessoas, a salvação é direito de todos.

At 2, 5-21

Esta parte do relato mostra os discipulos fazendo muitas conversões, é aqui que Pedro faz um discurso ao povo de Jerusalém, e segundo o texto mais de 3000 pessoas foram convertidas e batizadas. Os convertidos acabavam vendendo seus bens e doando para a comunidade que nascia. Aqui Pedro dá uma demonstração de coragem ao afirmar que Jesus era o messias não reconhecido, mas que venceu a morte (22,24), algo inaceitavél para os sacerdotes judeus. A propósta nazarena divergia da tradição judia, pois pregava que todos podiam participar das decisões da comunidade tanto politicamente como econômicamente, já que dividiam tudo entre si. O que vemos hoje é bem diferente daquela realidade inicial.

O livro dos atos serve com parâmetro para repensarmos a vida em comunidade, como era a espiritualidade daquele tempo primordial, e como é hoje em dia. É um bom estudo para começarmos a entender como surgiu a idéia de comunidade unida num só ideal , ideologia das Ceb’s tanto para lutar por um mundo melhor como para se apoiar, mas importante também notar que a oração e a espiritualidade nunca ficavam em 2° plano, repare que o Espirito Santo é figura decisiva na vida da comunidade, bem ao estilo da RCC. Então as nossas cominidades tem que ter oração- orar e agir. Até o próximo post.

Como base de estudo foi usado:

Biblia do Peregrino- Paulus / Livro: Como ler os Atos dos Apóstolos- O caminho do Evangelho- Ivo Storniolo-Paulus Editora

Fazer ecoar


T3

A palavra catequese vem do grego Kat – ekhéo que quer dizer “fazer ecoar”. Então a catequese em si deve fazer ecoar (levar pra lugares longínquos) a palavra de Jesus Cristo. A evangelização é dever de todos sejam catequistas infantis ou adultos, sejam ministros da palavra e eucaristia, ou dos enfermos, sejam os pregadores do grupo de oração, ou diáconos ou ainda mais os padres.

Tudo é ou deveria ser uma catequese permanente, pois muitas pessoas que fizeram a iniciação quando criança não lembram ou não aprenderam tudo o que se deve saber. O catequista é esse espelho, que evangeliza não pela sua cabeça mas sim pelo que ele aprendeu e principalmente pela doutrina da nossa igreja. Se ele não acredita no que prega, ele não pode ser um bom catequista, e nem deve. Acreditar no que fala é condição fundamental para um bom catequista. Acredite existem catequistas que não acreditam totalmente na doutrina da igreja, que duvidam dos milagres. que ignoram os santos e a VIRGEM MARIA, e ainda por cima acham que a morte e ressurreição de Cristo não foi real.

Como uma pessoa assim pode ser catequista? Muitos o são pelo fato de muitos amigos estarem nesta missão e pelo status (aparecer) de estar ali como pessoa importante dentro da comunidade. E a missão da catequese de fazer ecoar fica em segundo plano.

O catequizando (seja de qualquer idade) está sempre de olho nas atitudes do catequista. Como se comporta nas missas(se vai), como se veste, roupas extravagantes, curtas demais, apertadas demais, decotadas demais. Como age na missa: conversa, não presta atenção, atende o celular várias vezes. Se faz escândalo na rua, se briga, se bebe demais, se dança funk na rua como se estivesse em um show, se fuma, se usa drogas, se destrói coisas, fofoca, fala dos outros, não dá lugar no ônibus para idosos e grávidas (fingindo que está dormindo), se fica pelo lado de fora da igreja só para poder papear.

O catequizando precisa de um modelos de fé, pois muitas vezes não o acha na própria casa (pais, irmãos, família, amigos), é através destes catequizandos que haverá a conquista de muitas outra pessoas.

Não sou hipócrita eu trabalho com números (quanto mais melhor), e afirmo o jovem costuma permanecer (frequentar) um lugar onde encontra a maioria de seus amigos. Se um jovem tem 10 amigos e só ele faz a catequese (isso no caso de adolescentes e jovens) ele vai sair (lógico que existem casos #) ainda mais se a catequese não agradar. Mas se a catequese for interessante, dinâmica e alegre ele convencerá mais amigos para participarem.

O catequista não precisa saber tudo, mas ele tem por obrigação procurar saber.

Ler a Bíblia. pesquisar nos livros, pedir ajuda.

Os encontros devem ter preparação e acima de tudo muito amor

Assim vamos construir uma catequese melhor e mais significativa,  e que vai ser um ponto de mudança de vida dos catequizandos.

No próximo post vou iniciar um circulo bíblico sobre os Atos dos Apóstolos, e continuar esse bate papo.

A fé de todos (fides omnium)

Estou abrindo meu primeiro blog para compartilhar as minhas opiniões e a minha experiência (sem pretensão nenhuma) na Igreja Católica, principalmente nas catequeses e nos grupos de jovens.

Aqui pretendo comentar e compartilhar temas relacionados a palavra de Deus através da Bíblia e tópicos para as catequeses em geral ( eucaristia e crisma).

Ao buscar um nome para este blog achei algo muito interessante dentro do Catecismo da Igreja Católica , uma citação que dizia em latim:

Fides omnium christianorum in Trinitate consistit ( a fé de todos os cristãos consiste na Trindade) -CIC 232, algo interessante que declara na continuação do texto que os cristãos são batizados em nome do Pai e do Filho e do Espirito Santo e não no nome destes três, pois só existe um Deus, o pai todo poderoso, seu filho único e o Espirito Santo: a santíssima trindade. O mistério da Santíssima Trindade é o mistério central da fé da vida cristã. É o mistério de Deus em si mesmo. (CIC 233-234). Essa é uma afirmação tão poderosa que nem mesmo nossos irmãos protestantes ousam questionar, ou simplesmente ignorar, pois ao falarem também do Espírito Santo, não conseguem diferenciar onde um acaba e outro começa, isso porque eles são um só. A face divina e soberana de Deus pai criador, a face espiritual no Deus Espirito Santo,e a face humana em Deus filho, Jesus Cristo.

Partindo desse ponto escolhi parte da frase para nomear o meu Blog, e por isso mesmo neste primeiro post resolvi compartilhar a minha experiência em escolher um nome. Lembrando que Deus nos conhece pelo nome. Usar essa ferramenta moderna de comunicação, me fez quebrar a minha própria resistência a toda essa modernidade, mas hoje é impossível ficar alheio ao poder de penetração da Internet, por isso mesmo estou aqui, usando a ideia do nosso Santo Papa João Paulo II, que incentivava usar todos os meios de comunicação para a evangelização.

Espero contar com a sua atenção e os seus comentários nesta empreitada.

Paz e bem da parte do senhor Jesus.