Deus escolheu você? Para quê?

Série: Não perca mais tempo. 18/45

“O egoísta explora sempre o generoso”, lendo o livro Mudar do Dr. Flávio Gikovate esta constatação se fez pertinente em parte do livro e me chamou a atenção pelo fato de ser uma verdade.

Se cada um de nós avaliarmos nossas atitudes podemos claramente perceber quem somos nesta frase.

Muitas vezes somos egoístas e vivemos a nos aproveitar de quem é generoso conosco. Não digo sempre de uma dependência mas de facilidades que obtemos de quem acaba nos ajudando de várias formas.

Outras vezes somos o generoso, que vivemos quase como um arrimo de família ou até de amigos, ajudando até quando percebemos que o outro (o egoísta) está aproveitando-se da mossa generosidade. Não conseguimos porém parar de ajudar por nos sentirmos injustos, tanto por questões religiosas, como por questões de caráter social ou familiar ou ainda de amizade.

Mas ensinar e aprender a pescar é mais significativo que só dar ou receber o peixe pronto.

Não se iluda, o seu excesso de generosidade não colabora como você pensa apenas cria um dependente que poderia muito bem andar com as próprias pernas. Também quem julga-se “esperto” porque consegue sem esforço muitas benesses, na realidade não passa de um egoísta que sem alguém generoso se verá sem chão, e quem antes ele julgava ” bobo” se mostrará essencial para quem não quer nada a não ser as vantagens (?).

Não me entenda mal… Generosidade é sim importante, mas nunca para ser refém passivo de alguém egoísta. Sei de pessoas que realmente precisam da generosidade, mas também conheço vários egoístas, aproveitadores.

Apenas para ilustrar cresci ao lado de um vizinho e amigo que tem 1 ano a menos de idade que eu. Este meu amigo nasceu paralitico, teria tudo para que “escorasse” ou usasse da auto piedade para ganhar várias benesses, mas nunca fez isso. Desde criança ele ganhou um desses aparelhos ortopédicos em que o deficiente físico consegue ficar de pé e locomover-se com auxílio de muletas, e isso fazia com que ele tivesse a sua independência de locomoção. Nós brincávamos quando criança, até futebol (claro como uma limitação) ele jogava. Cresceu, estudou, e trabalhou sempre. Consegue subir nos ônibus sem ajuda e possui uma grande inteligência . Para mim não é surpreendente, pois eu o conheço.

A história é real e serve apenas para que eu possa ilustrar a diferença entre o egoísta e o generoso e o quanto é importante sabermos disso.

A vida não é curta, apenas não sabemos (eu me incluo nisso) como aproveitar cada segundo dela.

Por isso o titulo questiona: Deus escolheu você? Para quê?

Você é o generoso; o egoísta; ou o realista?

Um novo homem

Série: Não perca mais tempo. 17/45

Só se preocupe com o que realmente depende de você.

A organização é algo essencial na nossa vida cotidiana, e para isso acontecer precisamos pensar antes.

Se você tem que acordar cedo e dorme muito tarde na noite anterior as chances de você literalmente, perder a hora são enormes, mas quando você está atrasado, não vai adiantar você ofender o motorista do ônibus ou pegar seu carro e acelerar muito, o tempo que foi perdido não volta mais.

Uma pessoa que sai 10 minutos atrasada de casa para um compromisso, não consegue fazer que este atraso suma na aceleração do seu carro ou moto, ou coletivo, muito pelo contrário corresse o risco do pequeno atraso se tornar um grande, caso você venha a envolver-se em um acidente. Então você deve cuidar apenas daquilo que depende de você. O Dr. Gikovate fala muito disso em um dos seus livros, nada que você fizer vai voltar no tempo e apagar o seu atraso.

Vivemos estressados por não aceitarmos isso de uma maneira consciente  e entender que cada ação nossa leva a uma consequência, mas tudo pode ser evitado, quando cuidamos daquilo que depende apenas de nós mesmos. Não precisamos ficar martirizando-se por aquilo que depende também de outra pessoa.