Para viver sua vida

Série: Não perca mais tempo 26/45

Comecei esta série de reflexões, com a pretensão de que em 45 semanas eu publicaria todas, e lá se vão mais de 1 ano desde esta meta e agora que passei da metade da minha intenção.

Mas isso é o que há de mais normal na nossa vida.

Apesar de não querermos perder tempo, acabamos por vez ou outra, de certa forma, perdendo. Mas isso também é viver.

Ninguém vive engessado, seguindo uma reta em curvas, sem pedras ou clareiras no caminho. Às vezes aqueles que poderiam ser um incentivo, um apoio se mostram mais um atraso do que adiantamento, mas ainda assim seguimos.

Eu tenho minha fé em Deus, mas de tempos em tempos fico de mal dele, por achar que não sou compreendido, por achar que não sou atendido. Mas fé é uma coisa cega, que devemos (ou não) confiar que existe um ser a nos proteger. Não invejo quem não tem fé em nada, mas respeito acima de tudo.

Para viver a sua vida, só você mesmo.

Como escrevo muito, algumas vezes me encorajo no que eu mesmo escrevi, porque são épocas diferentes e sentimentos diferentes. Me encorajo também no que li de outras pessoas, me encorajo na Bíblia, mas também em outros livros, me encorajo nos exemplos de outras pessoas, mas também me decepciono. Isso é vida. Nada pode ser sempre perfeito porque nada é perfeito. 

A canção diz: É preciso amar as pessoas como se não houvesse o amanhã, porque se você parar para pensar, na verdade não há.

Eu digo: É preciso viver como se não houvesse o amanhã porque você pode não ser convidado para ele.

Mas a nossa vida, é nossa e ninguém pode fazer por nós algo que a gente mesmo não possa fazer sozinho. A sua saúde, a sua felicidade, a sua paz, a sua segurança, isso é tudo sua responsabilidade.

Para viver sua vida, só você mesmo.

Dias Dificeis

Série: Não perca mais tempo 25/45

Dias difíceis

Os dias vão se passando na nossa vida, hoje em dia parecem passar com mais velocidade ainda, e vamos perdendo algumas esperanças.

Parece que ao nosso redor todos tem o respaldo de Deus (para quem tem fé) ou uma sorte tremenda e nós não conseguimos realmente o que queremos. Isso tem haver com a nossa invejinha oculta e também ( eu diria principalmente) com a nossa falta de visão e coragem.

Visão para ver com clareza onde estamos errando.

Coragem para tentar outros caminhos.

Claro que hoje em dia temos que pensar também em quem nos cerca, (e porque cerca?) quem realmente depende de nós ( e quem é egoísta e só nos suga) e também na realidade financeira nossa. Eu não posso parar tudo e só ir pescar todos os dias tendo filhos para alimentar ou mãe, pai idosos dependendo de mim. Não posso simplesmente não fazer nada tendo família para cuidar. Não porque isso seja errado mas sim porque é responsabilidade.

Mas a nossa felicidade também deve pesar nesta balança e equilibra-la é quase impossível. Dou graças a Deus por quem tem o melhor de todos os lados, é feliz com o que faz e com isso consegue cuidar de quem depende dela.

Mas esta equação também conta com quem esta do teu lado. Quem é seu companheiro ou companheira de vida.

Tem pessoas que são um peso morto para você carregar e outras (piores até) que são  “vampiros de seus sonhos” nunca te incentivam, apenas te diminuem, desqualificam qualquer tentativa sua de mudar de vida, de status. Não acreditam que você possa fazer algo diferente e que seja ótimo. São essas pessoas que sempre te dizem: “Pra que você vai fazer isso? Isso não dá certo. Se eu fosse você eu deixava quieto. Antes pingar do que faltar. Etc… Etc… Etc..”

É importante ter a real clareza de que o responsável por sua vida é você e ninguém mais. Quem mede as consequências de cada decisão sua é você, e quem tem que ter clareza de que é preciso um equilíbrio é você.

São dias difíceis que só serão melhorados a partir de você.

Cada dia que passa, cada hora que perdemos podem fazer falta lá no futuro, mesmo porque a nossa vida não é eterna e Deus não marca hora para nos desligar .

Todo mundo passa por isso, por provações, problemas e indecisões, mas cabe a nós não perdemos tempo adiando o inevitável.

A nossa vida é curta.