40 º Encontro (Catequese) – Final

Série: Animo, uma nova Catequese (Encontro 40/40)

who-is-greatest-little-children-jesus_1127679_inl

Chegamos ao final da proposta de 40 encontros de preparação para a catequese, ou 40 encontros de vivência na fé para os catequizandos. Desde o início deixei claro que estas postagens em série são apenas sugestões para o grupo da Pastoral da Catequese e podem (ou não) serem utilizados na preparação para o recebimento dos sacramentos da iniciação cristã dentro da catequese. Não é um curso, mas serviria como base de uma formação dos catequizandos (ou crismandos apenas).

Neste encontro a sugestão é que seja leve e não passe de uma boa conversa, um grande e descontraído bate papo entre todos visando o fechamento desta preparação. Antes eu sugeria que fosse feito após o  sacramento da Confirmação, mas a experiência acabou provando que deve sim ser feito antes do recebimento do sacramento, mas deve ser realizado na semana que antecede o grande dia (se for aos domingos os encontros, deve ser no domingo anterior ao do Crisma).

Como é um encontro de despedida (não da igreja, mas da catequese) vai ser sempre tomado de emoção. Então algumas providências podem ser tomadas:

  1. Café da Manhã (ou tarde, ou noite, dependendo do seu horário de encontros). Se foi combinado antes que seja um café comunitário onde aqueles que puderem colaborar tragam alguma coisa para se dividir. Caso contrário a igreja pode bancar este café, que não precisa ser suntuoso, mas deve ser bem preparado.
  2. Ambientação: deve-se colocar o que foi significativo durante estes encontros, como fotos, Bíblia, folhas de encontro, frases, flores.
  3. Não esquecer de entregar as camisetas (se foi esse o combinado e a escolha) e orientar para que só se use no dia do recebimento do Sacramento (por incrível que pareça tem pessoas que recebem a camiseta e já querem usar, perdendo a oportunidade de reservá-la para o dia especial primeiro). Muito cuidado nesta entrega para evitar constrangimentos com cobranças de valores de quem ainda não pagou ou possíveis doações de camisetas para quem realmente não tem condições de pagar, estes detalhes podem ser falados a parte no particular. O importante é todos receberem as camisetas (lembrando que esta pode ser uma opção).
  4. Fazer uma foto com todo mundo junto, catequizandos e catequistas.
  5. Confirmar algum detalhe que faltou. E lembrar que eles devem chegar ao menos com 40 minutos de antecedência na missa do Crisma.
  6. Lembre-se que pastas de encontro e outras lembranças podem ser entregues também no dia da missa da Crisma, mas apenas a benção final.
folhadeencontromod.3-27

Sugestão de folha para o encontro

Fazer a oração inicial do Pai Nosso, e uma Ave Maria

Cantar Simplesmente Amar – Vida Reluz

Chamar para o café da manhã

Depois, com todos sentados, fazer a dinâmica dos nomes (feita nos primeiros encontros), que consiste em: – a primeira pessoa da roda fala seu nome, a segunda fala o nome da pessoa e o seu próprio, a terceira fala os dois nomes anteriores e o seu, e assim vai até fechar o círculo (catequistas devem participar da roda), depois o último recomeça a brincadeira falando apenas o seu e depois o penúltimo fala o do último e o seu próprio, e a roda volta a fazer a brincadeira. Tudo para descontrair e ver como mudou do começo até este último encontro.

Incentivar que cada um fale o que estará levando desta vivência na fé. Uma boa tática é pedir que uma pessoa comece e quando terminar de falar diga o nome de alguém para falar depois, caso haja necessidade o próprio catequista pede para as pessoas falarem (só sugiro que se evite falar na sequência da roda, é mais interessante que as pessoas falem esporadicamente e não pressionados pela sequência. Todos podem falar, é mais rico.

Momento de oração:

Toca-se Ninguém te ama como eu  – Mensagem Brasil como fundo e os catequistas agradecem a Deus pelo grupo, por toda a experiência vivida, enfim cada um sabe o que dizer nesta hora. Depois podem deixar o grupo falar, aqueles que se sentirem à vontade. então peça que cada um feche os olhos e pense nos seus objetivos de vida depois desta vivência na fé, e seus objetivos devem ser sempre de crescimento pessoal, de estudo, trabalho, da possível constituição de uma família. Lembrar que o católico não faz nada sem pensar no amor de Jesus e que cada passo dado seja nas amizades, nos relacionamentos, com os pais, familiares e filhos (no futuro) devem ser sempre passos dados baseados em Deus. Deixar então a música tocar e todos refletirem.

Depois pode ser cantada uma música que marcou o grupo durante esta vivência de praticamente 1 ano e fazer a Oração do Vinde Espírito Santo

Depois pode se reservar um tempo para um grande abraço da paz e fotos

 

Aprofundamento para o catequista

olsenlostfound200

A pergunta sobre o que você vai levar desta experiência de fé, é pertinente e muito subjetiva. Afinal foram 40 encontros (ou mais dependendo de como foi escolhido fazer) e neles todos a maior das intenções foi sempre o de ensinar como Jesus ensinava, não em uma escola ou sinagoga (nosso caso só dentro da igreja), mas sim na conversa, na amizade, nas parábolas que a vida oferece,no exemplo…

Esta vivência na fé nunca teve a intenção de ensinar a ter fé (isso é muito pessoal), mas mostrar como é bom se ter a fé e crer em Jesus Cristo. Mostrar que não se trata de uma vida de privações, mas sim de muitas graças e bençãos. Você nunca mais se sentirá sozinho estando entre várias pessoas, pois sempre estará com Jesus.

Nesta vivência nasceram amizades para a vida toda, e também foi explorado um território muitas vezes conhecido apenas superficialmente que é a Igreja Católica Apostólica Romana (a nossa igreja) com toda a sua tradição de mais de 2000 anos fundada sobre a rocha deixada por Jesus e esta rocha foi São Pedro, e podemos dizer que São Paulo foi o lançador de vários fragmentos desta rocha para onde a igreja (hoje no mundo todo) germinou em meio as pedras.

Então encerrando esta vivência na fé, melhor dizendo, terminando esta pequena etapa na vivência na fé, só podemos agradecer a Deus por mais esta oportunidade e daqui para a frente, cada catequizando que foi batizado, recebeu a primeira comunhão e depois foi crismado será não mais um fiel, e sim uma pessoa iluminada pela graça de Deus que terá sempre a missão de perpetuar e dividir a graça ao próximo.

Deus abençoe a cada um, seja catequista, catequizando, padre, leigo, leitor no geral. Este blog sempre será espaço para a palavra de Deus.

Paz e Bem da parte do Senhor Jesus.

simplesmente amar - Copy

Sugestão de lembrança

Escute as músicas sugeridas:

Devo citar alguns sites que utilizei no decorrer desta série de postagens:

Tudo isso para tentar trazer um conteúdo baseado na minha experiência anterior como catequista de adultos, esperando que tenha servido (ou vá servir) para ajudar nesta importante tarefa de evangelização que é a Pastoral da Catequese. Sempre lembrando que tudo que aqui está não é um modelo pronto, mas sim apenas parte dos ingredientes para a feitura de uma obra ainda maior, a obra de Jesus Cristo.

Deus abençoe.

Milton Cesar