Providências que não podem ser esquecidas (Complemento 19)

Série : Animo, uma nova catequese (Encontro 36, 37 e 38/40 – Complemento 19)

 

 

DSCF4863

Crisma (Imagens da internet)

Desde o início desta proposta de vivência na fé que venho falando sobre alguns procedimentos que devem ser feitos, mesmo parecendo pura burocracia para que se chegue no momento das celebrações dos sacramentos e tudo esteja a contento.

  1. Documentação: é muito importante que após a inscrição na catequese toda a documentação comece a ser verificada e pedida caso necessária. Nas catequeses de adultos (e algumas vezes nas infantis) é comum que alguns catequizandos necessitem receber não só o sacramento da Eucaristia. No caso das catequeses para Adultos geralmente a preparação é para a Crisma, mas alguns dos catequizandos acabam tendo que receber antes os sacramentos do Batismo e Eucaristia. Então a preparação é para os 3 sacramentos só que nem para todos, mas é feito em conjunto e só quem tem que receber os demais vão recebe-los. Porém a documentação necessária exigida é a mesma para os 3 casos. então vamos lá:
  • Documento de Batismo (Batistério) entregue quando se recebe o sacramento do Batismo. Necessário do catequizando (se este já foi batizado) e dos padrinhos tanto de Batismo como de Crisma.
  • Documento da Primeira Eucaristia: entregue como lembrança da primeira Comunhão. Necessário dos catequizandos (quando já receberam a primeira comunhão) e dos padrinhos tanto de batismo como de Crisma
  • Certificado do Sacramento da Confirmação (Crisma): este para os padrinhos tanto de batismo como de crisma
  • Comprovante de endereço: catequizandos, padrinhos
  • RG e CPF : catequizandos, pais e padrinhos
  • Certificado de conclusão de curso de Batismo (dentro da validade de 6 meses): Pais e Padrinhos
  • O curso de preparação para os padrinhos de Crisma é dado numa reunião com o grupo de catequese e os catequizandos, além dos pais.

Os documentos que são concedidos pela igreja podem ser pedidos na secretaria da paróquia onde será realizado a celebração do sacramento, porém para se facilitar e agilizar é importante que se tenha o nome da igreja e a cidade onde foi realizada a cerimônia do sacramento já que dependendo da localidade este documento demora a chegar e pode ter um custo. É sempre bom solicitar antes,por isso sempre oriento o Grupo de Catequese a solicitar meses antes toda a documentação e evitar aborrecimentos. Um sacramento só será concedido após a realização do outro nesta sequência: Batismo, Eucaristia e Crisma.

2.  Preparação para a celebração:

maxresdefault

Primeira Comunhão (Imagens da internet)

  • Agendar com o pároco (padre) todas as datas para as missas dos sacramentos, sem esquecer que podem ser necessárias 3 datas: Batismo, Eucaristia e Crisma (esta última precisa de uma atenção maior já que é o Bispo que agenda quando o padre ou a Pastoral da Crisma conversa com ele, e deste agendamento depende toda a programação dos encontros)
  • Conversar sempre com o padre sobre quais serão os procedimentos adotados, por exemplo: os catequizandos que receberem o Batismo e/ou a Eucaristia terão que se confessar (receber o sacramento da penitencia) também na época da Crisma? A Eucaristia vai ser separada da celebração da Crisma (seria interessante que fosse e geralmente é)
  • Agendar reuniões com a Pastoral da Liturgia para preparar juntos as missas dos sacramentos, lembrando que a Pastoral do Batismo deve ter uma a participação na missa do Batismo. Preparar as leituras (quem vai ler), escolher as músicas e as ações dentro da celebração como procissão de entrada e ofertório. Tudo tem que ser feito com uma integração entre as pastorais para que tudo funcione bem.

3. Camisetas, velas e lembrancinhas

  • Como eu já havia sugerido, é muito comum hoje se adotar uma camiseta para o dia da celebração dos Sacramentos da Eucaristia e Crisma, por ser mais simples e mais barato do que a família ou o catequizando gastar com roupas de festa para este dia e para não haver uma diferença muito grande entre os que vão todos “chiques” e os que vão mais humildes. A camiseta com uma imagem escolhida entre todo o grupo e o nome da comunidade e do sacramento celebrado é mais bonita até. Vale ressaltar que deve-se ter cuidado com a escolha das cores. Camisetas pretas não devem ser utilizadas, já que dentro da liturgia significam luto, e receber um sacramento é o momento de pureza e alegria, geralmente as camisetas são brancas (elas saem mais em conta também), no Crisma elas podem ser vermelhas que é a cor do Espírito Santo. Para que haja uma valorização é indicado que cada catequizando pague a sua, prestando atenção naqueles que por ventura não tiverem condição de pagar para poder chamar discretamente para uma conversa e a comunidade arcar com estas camisetas,sempre sem constranger a pessoa.
  • Lembrancinhas: existem lembrancinha em forma de certificados para todos os sacramentos, elas servem também de documento pois devem ser assinadas pelo padre e conter o carimbo da comunidade ou paróquia. São vendidas nas livraria católicas como a Paulus, Vozes, Editora Santuário e outras, e não são caras. Deve-se comprar bem antes ou até mesmo produzir uma personalizada. O preenchimento tem que ser muito correto com o nome e dados do catequizando e assinado antes da celebração.
  • Velas para o Batismo e a Crisma: é importante verificar com antecedência se a comunidade tem as velas para estes sacramentos já que elas são imprescindíveis para estas missas em especifico.
  • Frisar bem a questão dos horários e datas.Os catequisandos tem que ser avisados com no minimo 2 meses de antecedência de quando serão as celebrações.
  • Quando se adota pastas com as folhas de encontro é muito interessante entregar estas pastas no final da celebração da Crisma ou em um encontro pós-celebração.
hqdefault

Batismo de jovem (imagem da internet)

Uma boa organização leva a um melhor desenvolvimento do trabalho feito. Por isso sugiro que toda esta documentação esteja pedida e de preferência já recebida , logo nos primeiros 4 meses de preparação para que possa ser identificadas dificuldades e casos que é preciso a intervenção direta do padre.