Batismo (Formação) Parte 3 – Final

Pastoral do Batismo (Formação 3/3) 

Ultimo Encontro – Porque batizar? Como será a cerimônia? Orientações.

Ambientação: Flores, velas, Bíblia, água

Apoio: Mesa com café, suco, água, bolacha, bolo

No primeiro momento podemos começar com o Abraço da Paz para que todos se descontraiam.

Depois fazer uma oração do Pai Nosso e Ave Maria e colocar uma música para se refletir, onde todos podem ler a letra enquanto a música toca e depois dizer rapidamente uma frase que chamou atenção na música. Sugiro Deus é mais.

Depois podemos com todos sentados entrar no tema:

Porque batizar?

Quem vem pedir o Batismo para seus filhos e quem aceita a missão de ser padrinho ou madrinha deve ter a certeza no seu coração de estar fazendo a escolha certa, e não porque é uma tradição familiar. O Batismo não tem poderes mágicos, a criança não vai parar de ser bagunceira ou estar livre de qualquer doença. Para ela parar de ser bagunceira os pais devem educá-la e brincar com ela. Para evitar doenças devem levar para vacinar e cuidar com o tempo frio agasalhando, com o calor dando água.

O Batismo é sim a porta de entrada para a igreja, para a casa de Deus, e dai por diante se construir uma vida baseada nos ensinamentos de Cristo.

O que vemos são alguns, nem todos, pais ou padrinhos que vem na igreja para o batizado, filmam, tiram fotos e tudo se acaba ai. Cadê a participação nas missas? Cadê a participação efetiva na vida dos afilhados? Cadê a amizade?

Deus sempre vai te dar a oportunidade de se estar na casa dele, mas resta a cada um fazer isso.

A celebração do Batismo é feita geralmente durante a missa justamente para que toda a comunidade conheça seus novos membros e seja testemunha.

Importante prestar atenção no dia da Celebração do Batismo

Todos devem chegar no mínimo com 30 minutos de antecedência e de preferência os pais e padrinhos devem chegar juntos para evitar contratempos.

O Batizando, principalmente se for criança, deve tomar água antes, ir no banheiro antes, estar alimentada e descansada. Também deve estar com uma roupa confortável. Muita gente coloca uma roupa apertada na criança ou uma roupa que faz calor demais ou que não aquece (em dias frios). A veste deve ser branca ou clara, mas não pode causar desconforto na criança.

Pais e padrinhos devem evitar roupas mais escuras ou que não condizem com o ambiente da missa (no caso das mulheres decotes ou roupas curtas e homens com bermudas ou shorts ou camiseta regata), além de roupas com símbolos ou estampas que não não estejam de acordo com a igreja.

Fotos e filmagens

Vivemos sempre a questão das fotos e filmagens, e com a ascensão dos celulares a mania de se querer filmar ou fotografar tudo. nada impede que isso seja feito, porém de maneira ordeira. O aconselhável é que não seja nem os pais e nem os padrinhos que atuem como fotógrafos ou câmeras- mans, então deve-se escolher algum amigo ou parente para fazer isso e que não atrapalhe a celebração jã que ela é o ponto mais importante de tudo. Por isso deve-se respeitar os momentos de se tirar fotos, já vi gente levantando no meio da missa para fazer pose, e gente pedindo para o padre repetir o momento do batizado porque “perdeu” a chance de filmar (ridículo e atrapalha os demais).

Duração da Celebração

Um conselho: Não vá com pressa para a celebração do Batismo!

Primeiro porque é um dia importante para sua família, padrinhos e seu filho.

Reserve no mínimo 2h30min para isso.

Muita gente prepara uma festa (justa até) e fica mais preocupada com ela do que com a festa da celebração. Ai não presta atenção e perde a chance de vivenciar algo especial, acaba estressado e frustado. A missa vai durar o tempo necessário e devemos nos preparar para isso

Que elementos são usados no Batismo e o que significam?

Água, óleo, roupas brancas, círio: conheça o significado de cada um destes elementos e sua importância ao longo de toda a vida dos batizados

Batismo_color-228x300

É muito necessário explicar o sentido dos elementos materiais usados no rito do batismo. A linguagem verbal, as palavras, leituras e cânticos da celebração do batismo são excelentes, abundantes e fáceis de compreender, ainda que às vezes precisem de explicações.

No entanto, a linguagem não verbal, ou seja, dos sinais, gestos simbólicos e elementos como a água, o óleo e a luz precisam de uma explicação detalhada para que se compreenda por que são usados e que efeitos espirituais produzem em quem os recebe com fé.

Convém explicar estes símbolos para descobrir as realidades espirituais que significam e realizam realmente. Tais sinais precisam ser autênticos, verdadeiros e não fictícios, “adaptados à capacidade dos fiéis e, em geral, não devem requerer muitas explicações” (SC 34).

No batismo, são utilizados, além da água: o óleo dos catecúmenos, o crisma, a veste branca e o círio aceso. São sinais claros que simbolizam realidades espirituais.

Batismo-Valetino_Mora

água é a principal matéria do batismo. O óleo dos catecúmenos recorda aquele utilizado pelos atletas antes das competições, para ficar mais fortes, ágeis e alegres.
Este óleo aplicado no peito é como um escudo que afasta o demônio e defende a fé. Tudo o que se recebe no batismo não é apenas simbólico, mas real, e vai se tornando eficaz ao longo da vida.

santosoleos

crisma é o óleo perfumado, consagrado pelo bispo na Páscoa, e serve para consagrar e marcar o cristão como pessoa sagrada, pertencente à família de Deus.

Tal óleo é usado no batismo, na confirmação e na ordenação sacerdotal. Em teologia, diz-se que ele “imprime caráter”, ou seja, marca, sela para sempre; por isso, estes são sacramentos que não se repetem.

Batizado-Fotógrafo-Taubaté-20

roupa branca às vezes é representada apenas por um véu sobre a cabeça. Para expressar seu sentido, deveria ser um vestido novo ou túnica branca, que recorda as túnicas brancas que os batizados recebiam na Páscoa, nos primeiros tempos do cristianismo. As vestes brancas simbolizam a limpeza e a dignidade de vida do cristão, ajudado pela palavra e pelo exemplo dos seus.

vela acesa que se entrega aos padrinhos lhes recorda e dá a capacidade para fazer que Cristo, que é a luz do mundo, ilumine o afilhado com a fé, por meio das palavras, do exemplo e da ajuda dos padrinhos.

1459168_3583490362123_1946020942_n

compromisso dos padrinhos é muito sério, pois eles devem substituir os pais, caso cheguem a faltar, na parte material e espiritual, para que seus afilhados mantenham a fé.

Rito do Batismo

(o rito do batismo consta do Missal Romano mas pode ser adaptado a diversas situações conforme o padre determinar, obedecendo as partes essenciais)

Vale relembrar o Batismo pode ser realizado durante á celebração da Santa Missa após a homilia e o Credo ou fora da Santa Missa.

Canto de entrada

Acolhida aos pais, padrinhos, familiares, amigos e assembleia


O Sacerdote aos pés do altar diz:

Celebrante: Irmãos caríssimos:
Invoquemos a misericórdia de Nosso Senhor Jesus
Cristo para estas crianças, que vão receber a graça do
Batismo, e também para seus pais e padrinhos e para
todos os batizados.

Queridos pais e mães, vocês transmitiram a vida a estas crianças e as
receberam  como um dom de Deus, um verdadeiro presente. Que nome vocês escolheram para elas?

(Pais ou os padrinhos diz o nome da criança em voz alta, casos de adultos estes mesmos o fazem)

Celebrante: Queridos pais e mães, o que vocês pedem à Igreja de Deus para os seus filhos?

Resposta dos pais e padrinhos: o Batismo.

Celebrante: Pelo Batismo essas crianças vão fazer parte da Igreja. Vocês querem ajuda-las a crescer na fé, observando os Mandamentos e vivendo na comunidade dos seguidores de Jesus?

Resposta dos pais e padrinhos: Sim, queremos.

Celebrante:  Padrinhos e madrinhas, vocês estão dispostos a colaborar com os pais em sua missão?

Resposta dos pais e padrinhos: Sim, estamos.

Celebrante: E todos vocês, queridos irmãos e irmãs aqui reunidos, querem ser uma comunidade de fé e de amor para essas crianças?

Todos: Sim, queremos.

Celebrante: Pelo mistério da vossa morte e ressurreição, fazei renascer estas crianças nas águas do Batismo e agregai-as à santa Igreja.

Todos: Amém. 

O celebrante faz o Sinal da Cruz no batizando

Rito da Palavra

1ª Leitura: Gl 3, 26-28  – “Vós todos que fostes batizados em Cristo vos revestistes de Cristo…”

Salmo Responsorial – Sl 22 – O Bom Pastor.

Evangelho – Jo 3,1-6 – “Em verdade Eu vos digo se alguém não nasce da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus”

(Toda esta parte é feita se for uma celebração fora da missa diária ou dominical, algumas Paróquias realizam a Celebração do Batismo em horários e dias diferentes dos horários das Missas ordinárias)

O Sacerdote unge á Criança no peito e reza a seguinte oração:

Celebrante: Deus todo-poderoso e eterno, que enviastes ao mundo o vosso filho
para expulsar de nós o poder de Satanás, espírito do mal, e transferir o homem,
arrebatado às trevas, para o reino admirável da vossa luz, humildemente vos pedimos que estas crianças, seja sinal do mistério da salvação de nosso Senhor Jesus Cristo
Por Cristo nosso Senhor.

Todos: Amém.

Celebrante: O poder de Cristo Salvador vos fortaleça, Ele que vive e reina por todos os séculos.

T: Amém.

O Sacerdote abençoa a água dizendo:

Celebrante: Senhor nosso Deus: Pelo vosso poder invisível, realizais maravilhas nos vossos sacramentos. Ao longo dos tempos preparastes a água para manifestar a graça do Batismo.

Logo no princípio do mundo, o vosso Espírito pairava sobre as águas,
prefigurando o seu poder de santificar e purificar.  Por Isto nos vos suplicamos,
que abençoeis esta água sinal de vossa Graça.Por Cristo nosso Senhor.

Todos: Amém

O Sacerdote ira questionar aquele que será batizado dizendo:

Celebrante: Caríssimo,no sacramento do Batismo, as crianças por vós apresentadas
vão receber do amor de Deus uma vida nova, pela água e pelo Espírito Santo.

Celebrante: Dizei-me, pois: Renunciais a Satanás E a todas as suas obras ?

Resposta dos pais e padrinhos: Sim,renuncio.

Celebrante: Dizei-me, pois: Renunciais ao pecado, para viverdes na liberdade dos filhos de Deus?

Resposta dos pais e padrinhos: Sim,renuncio.

Celebrante: Credes em um só Deus pai todo poderoso Criador do céu e da terra e suas obras ?

Resposta dos pais e padrinhos: Sim,Creio

Celebrante: Credes no Espírito Santo, na santa Igreja católica, esposa de Cristo ?

Resposta dos pais e padrinhos: Sim,Creio

Celebrante: Prometes lealdade e obediência aquele que é o sucessor de São Pedro o Papa Francisco e a santa Igreja em seus ensinamentos ?

Resposta dos pais e padrinhos: Sim,Prometo

O Sacerdote conclui com a seguinte oração:

Celebrante: Esta é a nossa fé. Esta é a fé da Igreja, que nos gloriamos de professar,
em Jesus Cristo, Nosso Senhor e para o bem do ministério apostólico.

Todos: Amém

O Sacerdote batiza,derramando a água sobre a cabeça do jovem,dizendo:

Celebrante: Nome do batizando, eu te batizo em nome do Pai, e do Filho , e do Espírito Santo.

Neste momento é costume de muitas paróquias presentear o batizado com uma toalhinha branca para secar a cabeça e esta fica de lembrança, caso não seja costume na comunidade deve-se lembrar de pedir para os pais ou padrinhos trazerem uma toalhinha.

Unção pós-batismal

Celebrante: Eu te batizo para que seja Sacerdote, Profeta e Rei. Unção com o óleo perfumado do Santo Crisma sobre a fronte do batizado, significa que as crianças pelo Batismo, se tornaram Sacerdotes (consagraram suas vidas a Deus), Profetas (anunciadores do Evangelho) e Reis (herdeiros do Reino dos Céus).

O Sacerdote ascendendo a vela no círio e entregando ao batizado (em casos de crianças são os padrinhos quem seguram a vela) diz:

Celebrante: Recebei a luz de Cristo.

O Sacerdote reza a seguinte oração:

Celebrante: O Senhor Jesus, que fez ouvir os surdos e falar os mudos, vos dê a graça de, em breve, poderdes ouvir a sua palavra e professar a fé,para louvor e glória de Deus Pai.
Por Cristo nosso Senhor

Todos: Amém

Celebrante: Revesti-vos do Cristo,sejais o Cristo vai e anuncia o evangelho a todas as nações.

O Sacerdote da a bênção final,caso seja fora da santa missa:

Celebrante: O Senhor esteja convosco!

Todos. Ele está no meio de nós.

Celebrante: Abençoe-vos o Deus Todo-poderoso: Pai, Filho e Espírito Santo.

Todos. Amém.

Celebrante: O Divino Auxílio permaneça sempre convosco!

Todos. E com nossos irmãos e irmãs ausentes.

Celebrante: Ide em paz e o Senhor vos acompanhe!

Todos: Graças a Deus.

Caso o batismo seja durante a santa missa, esta prossegue da preces dos fieis.

O Batizado pode usufruir da palavra após a oração pós-comunhão. (em casos de adultos,e combinados com o padre)

Alguns padres ainda usam estas duas ultimas partes porém não tem sido comum

Entrega
do sal (opcional) – Vocês são o sal da terra e a luz do mundo.

Éfeta (opcional)
– O celebrante tocando a boca e os ouvidos da criança diz: ” O Senhor Jesus que
fez os surdos ouvirem e os mudos falarem, lhes conceda que possa logo ouvir sua
Palavra e professar a fé para louvor e glória de Deus Pai.” Amém.

Canto final: Perto Quero Estar

Oração final e despedida.

Aprofundamento:

O Símbolo Batismal mais importante é a “Água”.

No início do mundo o ESPÍRITO DE DEUS pairava sobre as águas, das quais emergem a terra e todos os seres vivos. À semelhança do que aconteceu na criação, das águas do Batismo santificadas pelo ESPÍRITO SANTO emerge uma nova criatura. A Mãe Igreja, pelas águas do Batismo, fecundadas pelo Divino ESPÍRITO SANTO, dá à luz novos filhos. JESUS fala deste novo nascimento no diálogo com Nicodemos. (Jo 3, 1-13)

A imagem do dilúvio e do Mar Vermelho confere outro significado à água do Batismo: a água destrói, mata, mas ao mesmo tempo é meio de salvação. Como as águas do dilúvio submergiram um mundo pecador, e como as águas do Mar Vermelho afogaram a cavalaria do Faraó que perseguia o povo que fugia da escravidão, assim também as águas batismais destroem o pecado, afogam o inimigo, exterminam e cancela o mal.

A destruição por sua vez é via para a libertação. No dilúvio foram poupados os justos; e das águas do Mar Vermelho saiu um povo livre e em festa. Da mesma forma, das águas do Batismo sai uma pessoa purificada das culpas, libertada da escravidão do pecado e do demônio (terá as tentações do maligno como todas as criaturas, mas não será escravo de satanás).

Assim, a “Água” é apenas um Símbolo, ela não tem a força e nem o poder de purificar o pecado. É o ESPÍRITO SANTO que nela atua em todos os acontecimentos e no momento do Batismo, ELE, com a força e o poder Divino destrói todo o mal que existe e proporciona a alegria de uma nova vida.

“Sinal da Cruz”.

Após o diálogo introdutório em que os Pais pedem o Batismo para a criança, o sacerdote convida-lhes a traçarem o “Sinal da Cruz” na fronte da criança. Este gesto tem grande significação. Ele quer exprimir o primeiro encontro da criança com a fé em JESUS CRISTO e na Salvação pela morte redentora do SENHOR na Cruz. Porque foi pela morte DELE que nos reconciliamos com o PAI ETERNO e fomos inseridos na amizade da SANTÍSSIMA TRINDADE. O Sinal da Cruz relembra esta verdade histórica.

Assim, convidando os Pais a realizarem aquele gesto, o sacerdote está dizendo que a salvação de DEUS vem à criança através da fé dos pais, pois eles, pelo Sacramento do Matrimônio, são constituídos mediadores entre DEUS e o filho, exercendo a função sacerdotal. Os Pais receberam de DEUS pela própria missão criadora e pela graça do Sacramento do Matrimônio, o poder de abençoar os filhos. Por isso, eles são convidados por DEUS a adquirirem o costume de abençoarem os seus filhos enquanto pequenos e quando crescidos.

“Anúncio da Palavra de DEUS”:

Ela ilumina com a verdade revelada os candidatos e a assembléia, suscitando uma resposta de fé. Como o Batismo significa libertação do pecado e do demônio, durante a celebração o celebrante pronuncia um ou vários exorcismos sobre o candidato.

“Unção com Óleo”.

Há dois ritos de Unção no Batismo. A primeira “Unção” é feita antes da “infusão da água”, durante as preces após a Liturgia da Palavra. É a Unção com óleo chamado dos Catecúmenos. O sacerdote unge o peito da criança, dizendo: “O CRISTO SALVADOR te dê sua força. Que ela penetre em tua vida como este óleo em teu peito”.

Este rito pode ser substituído por uma imposição das mãos do celebrante, sobre a cabeça da criança, dizendo as palavras: “O CRISTO SALVADOR te dê Sua força”. É uma invocação ao ESPÍRITO SANTO para que o batizando renuncie ao mal e faça uma boa profissão de fé.

Na parte final do Batizado é feita a segunda “Unção com Óleo da Crisma”. No Antigo Testamento era comum ungir os sacerdotes, reis e profetas. Também CRISTO foi ungido pelo ESPÍRITO SANTO de um modo muito especial. Então esta Unção quer significar que pelo Batismo nos tornamos participantes do poder messiânico de JESUS. E também, conforme a primeira epístola de São Pedro (1 Pd 2, 9-10) nos tornamos raça eleita com CRISTO, reis (rainhas), sacerdotes (sacerdotisas) e profetas (profetisas).

Profetas, porque participantes da salvação em CRISTO, que deveremos anunciar a humanidade por palavras e exemplos de vida. Mostrar que DEUS é Amor através do verdadeiro amor pessoal. Tornamo-nos sacerdotes. Não possuímos o sacerdócio ministerial com o poder de fazer a Consagração na Santa Missa. Mas nos tornamos participantes do sacerdócio de JESUS, pois participamos do novo povo de DEUS na Nova Aliança, sendo assim, parte de um povo sacerdotal capaz de oferecer sacrifícios com CRISTO. Isto porque, recebemos nossa vida como precioso dom de DEUS e assim, devemos oferecê-la em retribuição, em ação de graças ao CRIADOR. Todo cristão pode e deve, em sua vida, orientar todas as coisas para DEUS.

Por fim, pelo Batismo nos tornamos reis, possuidores do Reino de DEUS. Com JESUS vencemos a morte e o pecado e podemos participar da própria vida de DEUS.

“Veste Branca”.

Entre os gestos complementares do Batismo encontramos a entrega da veste branca. Este gesto tem sua origem no Batismo dos Adultos na Igreja primitiva. Ao chegarem à fonte, antes de descerem à água, as pessoas se despiam de suas vestes e eram ungidas. Após professarem sua fé e serem batizadas na piscina, saíam da água e eram revestidas de uma veste branca, simbolizando uma vida nova, despidos de seus pecados e paixões, tornando-se uma criatura nova em CRISTO.

A veste branca ou a veste nova no Batismo quer expressar que pelo Sacramento entramos numa nova vida e esperamos levar esta nova vida até a participação do banquete celestial, onde o SENHOR nos quer encontrar com a veste nupcial da amizade de DEUS.

“A Vela Acesa”.

É um gesto muito significativo. Na cerimônia do Batizado, o celebrante convida os Pais a acenderem no Círio Pascal a vela da sua criança e ele reza a oração: “Pais e Padrinhos, esta luz vos é entregue para que a alimenteis. Por isso, esforçai-vos para que esta criança caminhe na vida iluminada por CRISTO, como filho da luz. Perseverando na fé, possa com todos os santos ir ao encontro do SENHOR, quando Ele vier. Recebei a luz de CRISTO!”

Pelo Batismo somos iluminados, participamos da Luz que é CRISTO. Não mais andamos nas trevas, pois somos filhos de DEUS. A vela acesa pode significar também a nossa fé. Ela mantendo-se acesa mostra que não caminhamos nas trevas do inimigo.

Os Pais se tornam responsáveis para que a criança se torne luz para os outros em sua vida.

“Rito do Éfeta”.

É um rito facultativo, realizado logo após a entrega da vela acesa. É uma palavra aramaica que significa “abre-te”. O Celebrante toca os ouvidos e a boca da criança, dizendo: “O SENHOR JESUS que fez os surdos ouvir e os mudos falar, te conceda que possas logo ouvir a sua palavra e professar a fé, para louvor e glória de DEUS PAI”.

Pelo Batismo, o SENHOR através do ESPÍRITO SANTO, abre os ouvidos do batizando para que ouça e entenda a Palavra de DEUS, solta a sua língua e lhe abre a boca para poder professar a sua fé. Os Pais são os instrumentos desta mensagem, que por sua mediação deverão fazê-la chegar às crianças. Na continuidade, os filhos atingindo o uso da razão poderão dizer: agora eu creio, porque eu mesmo conheço o SENHOR JESUS CRISTO.

“O Sal”.

Na vida das famílias o Sal tem duas grandes finalidades: “dar sabor” e “conservar” os alimentos. Como Símbolo religioso o Sal significa: “ser o tempero, ser o exemplo” que estimulará os irmãos a caminhar na estrada do direito, da justiça e do amor fraterno; “dando sabor” ao apetite humano, para ter fome da Palavra de DEUS.

Todavia, o novo Rito do Batismo de Crianças aboliu o Rito do Sal. A razão principal é por motivo de higiene.

Como derradeira notícia, no Catecismo da Igreja Católica está escrito: “JESUS Mesmo afirma que o Batismo é necessário para a salvação”. Tanto é verdade, que ELE ordenou a seus Discípulos que anunciassem o Evangelho e batizassem todas as nações conforme está escrito no Novo Testamento: Mt 28, 18-20, Mc 16, 15-16, Lc 24, 46-47.

A Igreja não conhece outro meio senão o Batismo para garantir êxito aos que querem entrar na bem-aventurança eterna.

images

Leia mais: